AbbrA

    
A Arte de Viver

Valmor  Vieira

    

Principal

       

Magia

Talismã sagrado
Tarô
Kama Sutra
Cromoterapia
Numerologia
I Ching
Sonhos Lúcidos
Orações e preces
Cristais e pedras
Objetos mágicos
Auto-afirmações
Outros temas
Enigmas
Religiões
         

Capacitação

Vivências
Jogos
Cursos
Conferências
Palestras
Livros
         

Filosofia

Fábulas
Mensagens 
Citações
Poesias 
        

Humor

Cartum
Causos
Piadas
      

Conheça-me

O que dizem..
A sua opinião
Contato
       

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sic volo, sic jubeo, sic pro ratione voluntas

Aparados da Serra

 

   

A Serra Geral, onde se localiza o Parque Nacional dos Aparados da Serra, foi habitada por vários povos indígenas de origem tupi­guarani: charruas, guaranis, aracanes, carijós e jaros, entre outros. Caçavam com instrumentos semelhantes a boleadeiras e bebiam mate.

Também se reuniam em torno de fogueiras, feitas em buracos cavados no chão, para que o vento forte não as apagasse, e ingeriam a folha moída da erva, misturada à água quente, buscando a proteção de Tupã. Estes costumes originaram os dos gaúchos, que perduram até os dias de hoje. A Serra, diga-se, foi uma das últimas regiões do País a ser ocupada pelos europeus.

   
  
A região tem uma beleza sem igual, com campos e araucárias. 
   

   
O termo “itaimbé” tem origem tupi-guarani, e significa pedra cortada, o que descreve muito bem a paisagem de cânions da Serra Geral. Além dos indígenas, a região também foi ocupada por jesuítas, que trouxeram o cavalo. Com o tempo, as pessoas foram-se misturando e o povo gaúcho, se constituindo. A pecuária passou a ser uma atividade comum na região, inclusive na área do Parque até recentemente ocupada por sítios. Para proteger o entorno da Unidade de Conservação, outro Parque Nacional foi criado em 1992, emendando com o Aparados da Serra em suas porções nordeste e sudoeste: o Parque Nacional da Serra Geral.
 
  
Trilha do Rio do Boi: Caminhada pesada, com extensão total de 8,3 quilômetros, realizada pela parte baixo do Parque. Cerca de 60% do percurso ocorre no leito do rio, sobre as rochas escorregadias. Em vários pontos, é necessário atravessar o rio com água pelos joelhos, tomando o trajeto mais difícil. A vista do cânion por baixo e os poços para banho compensam o esforço. Observe os insetos multicoloridos ao longo do trajeto. E necessário o acompanhamento de guia credenciado.

Trilha do Cotovelo: Caminhada leve, com duração de cerca de duas horas. Apesar do percurso possuir 6,3 quilômetros, o trajeto é realizado em terreno plano, pela beirada do cânion, permitindo ao visitante observar os ecossistemas do Parque: campos, capões de mota, matinha nebular etc. Procure por andorinhas e papagaios. Para esta trilha é necessário o acompanhamento de guia credenciado.

 

  
Em 1996, o Parque fechou por dois anos para melhorias nas instalações, sendo reaberto com infra-estrutura mais adequada para receber visitantes.
   

  

A principal atração de Aparados da Serra, é o Cânion do Itaimbezinho, com suas escamas rochosas, cachoeiras e seus mirantes. De todos os ângulos, a paisagem é grandiosa! 

1.  Cânion do ltaimbezinho - Com 5.800 metros de extensão e profundidade máxima de 720 metros, delineia o relevo da regido, juntando-se aos cânions do Parque vizinho (Parque Nacional da Serra Geral).

 2.  Cascata das Andorinhas - Formado na escarpa do Cânion do ltaimbezinho, onde deságua o Arroio Perdizes, pode ser visualizada a partir do Trilha do Vértice. Sob a cachoeira, um vão nas rochas permite que as andorinhas vivam aí, entrando e saindo através das águas durante o dia.

3.   Cascata Véu da Noiva - No Arroio Preá, esta cachoeira é formada próximo do Mirante do Cotovelo e pode ser avistado a partir do Trilha do Vértice. 

4.   Mirante do Cotovelo - Mirante na beira do Cânion do ltaimbezinho possibilita uma visão geral da área, se o tempo e a neblina permitirem. Pode ser alcançado por uma trilha de 6,3 quilômetros, conduzida por guia local. 

5.    Rio do Boi - Corre pela parte baixa do Parque, permitindo observar o Cânion do ltaimbezinho a partir do fundo. A trilha de mesmo nome percorre o rio em trajeto longo, que deve ser realizado com acompanhamento de um guia local.

6.   Trilha do Vértice - Percorre a beirada do Cânion do ltaimbezinho num percurso total de 1 ,4 quilômetros. Trilha leve, com placas ao longo do caminho explicando o que o visitante encontrará pelo frente. Permite uma boa vista das cascatas das Andorinhas e Véu da Noiva.

 
Vale a pena descer a Serra do Faxinal, com seus 1007 metros acima do nível do mar, em direção ao litoral catarinense. É uma estrada não asfaltada e que não se recomenda em períodos de chuva.
   
Veja em detalhes: 
   

Gramado

Canela

Nova Petrópolis

Aparados da Serra

Bento Gonçalves

Mapa da região

 

Parque das Cachoeiras

 

Cânion Fortaleza

 

Veja também:

Fernando de Noronha: O paraíso brasileiro retratado em belas e inéditas fotos 
Natal: A mais bela capital do nordeste do Brasil
Bahia: O povo mais alegre, criativo e hospitaleiro  
Florianópolis: A cidade onde nasci. A bela e inesquecível Floripa
Rio de Janeiro: A cidade cartão postal e a mais conhecida do Brasil
Pantanal: As belezas selvagens em todo o seu esplendor
Chapadas brasileiras: Rios, cachoeiras, grutas e cavernas das Chapadas
Bonito: Os mais claros rios do país com seus belos peixes
Nordeste: Beleza e praia o ano inteiro no litoral do nordeste

Litoral Sul do Brasil:

A beleza do litoral sul do Brasil, de Torres a Florianópolis
Urubici: A geada, neve e as belezas naturais da serra catarinense
Gramado e Canela: A serra gaúcha, a cultura alemã, a região das hortênsias
Vila Velha: As mais belas formações rochosas. A arte da natureza
São Mateus do Sul: A cidade onde moro. A capital do xisto e da erva-mate

         
Home
        

Álbum

Paisagens
Pessoas 
Flores
Animais
Moradas
       

Viagens

Brasil

Fernando Noronha
Natal
Florianópolis
Foz do Iguaçu
Pantanal
Chapadas
Bonito
Nordeste
Litoral Sul
Bahia
Rio de Janeiro
Gramado
Urubici
Vila Velha
São Mateus Sul 
Outros

Peru

Machu Picchu
Cuzco
Nazca
Puno
Pisco
Lima

Bolívia

Tiahuanaco
Ilha do Sol
La Paz

Oriente Médio

Istambul
Jerusalém
Radical
         

TC