AbbrA 

 
   

A Arte de Viver

Abbra - A Arte de Viver  -  10.500 páginas visitadas por dia  -  Fotos inéditas de paisagens, flores, animais, casas e pessoas. Um verdadeiro albúm da natureza...

Valmor  Vieira

    

Principal

       

Magia

Talismã sagrado
Tarô
Kama Sutra
Cromoterapia
Numerologia
I Ching
Sonhos Lúcidos
Orações e preces
Cristais e pedras
Objetos mágicos
Auto-afirmações
Outros temas
Enigmas
Religiões
         

Capacitação

Vivências
Jogos
Cursos
Conferências
Palestras
Livros
         

Filosofia

Fábulas
Mensagens 
Citações
Poesias 
        

Humor

Cartum
Causos
Piadas
      

Conheça-me

O que dizem..
A sua opinião
Contato

 

 

 

Sic volo, sic jubeo, sic pro ratione voluntas

        

Foz do Iguaçu

Hidroelétrica de Itaipu

     

     
A Central Hidrelétrica de Itaipu é uma realização conjunta do Brasil e Paraguai, com o objetivo de aproveitar o potencial hidráulico das águas do Rio Paraná. Itaipu recebeu este nome em homenagem a uma pequena ilhota do Rio Paraná, sobre a qual está hoje assentada a Usina. A ilhota era chamada pelos indígenas de “Itaipu”, que em tupi-guarani significa “a pedra que canta”, pelo barulho que as águas faziam ao bater nas pedras. 

Devido às dimensões, a hidrelétrica é considerada “A Obra do Século” e uma das sete maravilhas do mundo moderno, conforme pesquisa realizada pela Sociedade Americana de Engenharia Civil com engenheiros de todos os países, superando o Eurotunel (construído sob o Canal da Mancha) em quantidade de material e mão-de-obra utilizadas.

 

    

A hidrelétrica começou a ser construída em 17 de outubro de 1974 e colocou a sua 18ª unidade geradora em operação em 1991. Até o ano de 2003, Itaipu ganhará mais duas unidades geradoras de 700 MW e ampliará a sua potência instalada para 14.000 MW.

A hidrelétrica possui a potência instalada de 12.600 MW, proporcionada por 18 unidades geradoras com capacidade de 700 MW cada.
      

   

Atualmente está em construção na China a Hidroelétrica de Três Gargantas, que foi projetada para gerar 18.200 MW em sua potência total de produção, sendo superior a Itaipu. Devido a grande variação no volume de água do rio que abastece a Usina de Três Gargantas, esta dificilmente será capaz de ultrapassar a produção anual de Itaipu, uma vez que o rio Paraná possui um volume constante de águas durante todo o ano.

Hoje, Itaipu é responsável pelo fornecimento de 25% de toda energia consumida nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. 

Por ser uma gigantesca obra de engenharia e pela sua beleza, a Usina atrai cerca de 500 mil turistas por ano. Desde 1977, quando foi aberta à visitação, mais de 10 milhões de pessoas, de 165 países, visitaram a Usina. Hoje visitam até 1.500 pessoas por dia.

   

Mas nada é de graça. Para formar o Lago de Itaipu foi inundado uma das maiores belezas naturais do Brasil, Sete Quedas do Guaíra . Alguns meses antes de ser inundada em 1982 eu tive o privilégio de conhecer. Era magnífica. Acredito que se fosse decidido construir hoje a  Hidroelétrica de Itaipu teria a maior reação dos ambientalistas e dificilmente seria aprovada.

São realizadas 3 tipos de visitas (todas grátis) :

  1. I - Visita Turística: É aberta a todos e não é necessário marcar horário. Disponível todos os dias da semana, às 8h, 9h, 10, 14h, 15h e 16h.
  2. II - Visita Técnica: Realizada por profissionais da área - engenheiros, técnicos, estudantes de engenharia e de escolas técnicas e com autoridades convidadas, em grupo de até 12 pessoas.É necessário marcar com antecedência. Disponível de segunda a sexta às 8h e 14h.
  3. III - Visita Especial: Realizada com maiores de 12 anos e em grupos de até 12 pessoas.É necessário marcar com antecedência. Disponível de segunda a sexta às 9h e 15h.

Algumas informações e curiosidades sobre Itaipu:

- Todos tem interesse em ver o vertedouro em operação, mas isto dificilmente ocorre, pois ele só é acionado quando há excesso de água no lago. Em 2002 só foi aberto algumas vezes em março.

- O vertedouro de Itaipu suporta uma vazão máxima 40 vezes  superior à média das Cataratas do Iguaçu.

- No pico da obra trabalharam 40.000 homens. O ritmo das obras em Itaipu foi equivalente à construção de um edifício de 20 andares a cada 55 minutos.

- Se o Brasil tivesse de obter a energia gerada por Itaipu em uma termoelétrica a óleo, seria necessário queimar 434 mil barris diários, 1/4 do atual consumo brasileiro.

- O volume de terra e rocha removidas em Itaipu é equivalente a mais de duas vezes o volume do Pão-de Açúcar (Rio de Janeiro).

- A altura da barragem principal equivale a um edifício de 65 andares.

- O ferro e aço de construção utilizado em Itaipu seriam suficientes para edificar 380 vezes a Torre Eiffel (Paris).

- O volume total de concreto de Itaipu é 15 vezes maior que o do Eurotúnel. Com ele, poderiam ser construídos 210 estádios como o Maracanã (Rio de Janeiro).

Comparativos com outras Usinas hidroelétricas no mundo e no Brasil:

Usina País Potencia instalada

MW

Itaipu Brasil/Paraguai 12.600
Guri Venezuela 10.200
Grand Coulee EUA 6.500
Sayano Shushenskaya Rússia 6.400
Krasnoyarsk Rússia 6.000
 
Tucuruí Brasil - PA 4.240
Paulo Afonso Brasil - BA 3.980
Ilha Solteira Brasil - SP 3.440
Xingó Brasil - AL/SE 3.000

    

Não deixe de conhecer:

Parque das Aves Cataratas Macuco Safari
          
Marco das 3 fronteiras Hidroelétrica de Itaipu Compras no Paraguai

Veja também:

Fernando de Noronha: O paraíso brasileiro retratado em belas e inéditas fotos 
Natal: A mais bela capital do nordeste do Brasil
Florianópolis: A cidade onde nasci. A bela e inesquecível Floripa
Rio de Janeiro: A cidade cartão postal e a mais conhecida do Brasil
Pantanal: As belezas selvagens em todo o seu esplendor
Chapadas brasileiras: Rios, cachoeiras, grutas e cavernas das Chapadas
Bonito: Os mais claros rios do país com seus belos peixes
Nordeste: Beleza e praia o ano inteiro no litoral do nordeste

Litoral Sul do Brasil

A beleza do litoral sul do Brasil, de Torres a Florianópolis
Urubici: A geada, neve e as belezas naturais da serra catarinense
Gramado e Canela: A serra gaúcha, a cultura alemã, a região das hortênsias
Vila Velha: As mais belas formações rochosas. A arte da natureza
São Mateus do Sul: A cidade onde moro. A capital do xisto e da erva-mate
Foz do Iguaçu: A famosa e  bela Cataratas do Iguaçu, Itaipu e ...

         
Home
        

Álbum

Paisagens
Pessoas 
Flores
Animais
Moradas
       

Viagens

Brasil

Fernando Noronha
Natal
Florianópolis
Foz do Iguaçu
Pantanal
Chapadas
Bonito
Nordeste
Litoral Sul
Bahia
Rio de Janeiro
Gramado
Urubici
Vila Velha
São Mateus Sul 
Outros

Peru

Machu Picchu
Cuzco
Nazca
Puno
Pisco
Lima

Bolívia

Tiahuanaco
Ilha do Sol
La Paz

Oriente Médio

Istambul
Jerusalém
Radical
         

TC