A Arte de Viver

abbra.eng.br                                  Valmor  Vieira

    

Principal

       

Magia

Talismãs
Tarô
Kama Sutra
Cromoterapia
Numerologia
I Ching
Sonhos Lúcidos
Orações
         

Capacitação

Vivências
Jogos
Cursos
Conferências
Palestras
Livros
         

Filosofia

Fábulas
Mensagens 
Citações
Poesias
        

Humor

Cartum
Causos
Piadas
      

Conheça-me

Contato
        

 

 

 

Sic volo, sic jubeo, sic pro ratione voluntas

  • Mar da Galiléia - Tiberíades Israel

    Pegadas na areia

    Certa noite eu tive um sonho...

    Sonhei que estava andando na praia com o Senhor e que, através do céu, projetavam-se cenas de minha vida.

    Para cada cena que se passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia:  um era o meu e o outro do Senhor.

    Quando a última cena da mina vida passou diante de mim, olhei para trás, para as pegadas na areia, e notei que muitas vezes, no caminho de minha vida, havia apenas um par de pegadas na areia.

    Percebi, também, que isso aconteceu nos momentos mais difíceis e angustiosos do meu viver.  Isso me aborreceu deveras e, então perguntei ao Senhor: “Senhor, tu me disseste que se eu resolvesse te seguir, tu andarias sempre comigo, por todo o caminho.  Notei, porém, que durante as maiores tribulação do meu viver, na areia dos caminhos da vida, havia apenas um par de pegadas.  Não compreendo porque, nas horas em que mais eu necessitava de ti, tu me deixaste”.

    E o Senhor respondeu:  “Meu filho, Eu te amo e jamais te deixaria nas horas de tua provação, do teu sofrimento.  Quando viste na areia apenas um par de pegadas; foi porque, nessas horas, Eu te carreguei nos braços”. 

    Autor desconhecido

         
Home
        

Album

Paisagens
Pessoas 
Flores
Animais
Moradas
       

Viagens

Fernando Noronha
Natal
Florianópolis
Pantanal
Chapadas
Bonito
Nordeste
Bahia
Rio de Janeiro
São Mateus Sul 
Istambul
Jerusalém
Outros
Radical
         

A sua opinião

 

 

 

TC